0

White Nights

Ao mesmo tempo que o inverno por aqui é tedioso, o sol nasce às 11 da manhã e se põe as 4 da tarde, no verão a gente tem o contrário.

O sol se põe lá pelas 11 da noite e nasce lá pelas 4 da manhã… mas nunca fica totalmente escuro! É uma delícia, porque dá pra aproveitar o dia todo, mas é meio ruim de dormir. Várias vezes eu acordo cedo, já está claro, e ainda é tipo 4 e meia da manhã 🙂

 

Imagem

Meia-noite e meia – olha só o horizonte!

Em São Petersburgo dizem que nessa época do ano não fica escuro nunca, mesmo. Em compensação, lembro quando cheguei lá em Janeiro uma vez e além de ter pegado a nevasca com os maiores flocos de neve que eu já vi na vida, acho que a gente viu sol por umas 3, 4 horas só.

Anúncios
0

Clima e Catarse

Ainda que num clima meio Clarice Falcão, meio “quem vai ler esse blog sobre um assunto só”, eu estou num momento de flashback.

Há um ano atrás eu me encontrava na frente da St. Patrick’s Church, num dia incrivelmente ensolarado, chorando meus pulmões pra fora em um momento onde tudo na minha vida de repente fez sentido. Parece meio idiota dizer isso – e talvez até é! -, mas certamente minha vida mudou radicalmente depois disso.

Eu + Liffey num delicioso dia ensolarado

Eu + Liffey num delicioso dia ensolarado

Fui olhar as minhas fotos aqui pra rolar aquele flashback choroso – o chororô não rolou, mas me toquei que eu tinha duas fotos muito parecidas, em momentos muito distintos da viagem.

Por algum milagre de São Patrício, em 3 dos 4 dias que eu fiquei em Dublin o sol estava lá, me enganando esquentando e embelezando a cidade. Já na despedida, o bendito resolveu sumir e a chuva apareceu, ugh.

Eu + Liffey num típico dia irlandês

Eu + Liffey num típico dia irlandês

Por aqui, pelo menos ultimamente o tempo tem estado bom. Quase todo dia tem um por do sol bacana, sem muitas chuvas… bem que podia ficar assim o ano todo!

Mas pra quem passa 6 meses embaixo de neve, não estou reclamando nem um pouco. Vem ni mim, verão!

0

Voltando à ativa (?)

Eu não sei você, mas eu fico extremamente irritada com o fato de não conseguir mudar o layout do site toda hora. Eu gostava mais da época que usava o Blogger e tinha um layout estático, fácil de mexer, coisa e tal…

Tava querendo um layout de zebrinha, e aparentemente o WordPress agora tem um layout de zebrinha (como você já pode perceber…). Vamos ver se eu me animo dessa vez então 🙂

0

Zebruninha e seu mal gosto musical, parte 2

Depois de esperar seis longos meses entre a compra do ticket e o show de fato, chegou o belo dia do show do Ronan.

Eu não sabia muito o que esperar porque, bom, eu não sou muito de ir em shows. Por alguma razão que eu desconheço, e como já mencionei anteriormente, o tal do mal gosto tá na moda (btw, zebras também estão na moda, então ultimamente eu passei de esquisita a fashion… esse mundo é muito estranho!) e essa galera das antigas tá dando de fazer show a torto e a direito.

Mas voltando um pouco no tempo…

Uns três dias antes do show, tinha pagado uma nota preta e ido no show do Blue que teve aqui em Moscou. Na verdade, não era show *do* Blue, infelizmente. Era um show de várias bandas juntas fazendo playback. Na verdade eram umas vinte – sem eufemismos! – bandas que entravam, tocavam 1 ou 2 musicas (daí dependia se era um russo famoso ou meia boca) e iam embora.

Pra ser sincera, eu até que curti esse esse esquema maluco aí, porque eu comprei 1 ticket só e vi quase todos os artistas (mesmo os russos, guilty pleasure, admito!) que eu queria. A qualidade do show não é a mesma, mas até aí, se eu quisesse qualidade não morava em Moscou, neah… 🙂

Enfim, depois de quatro longas horas de artistas bacanas e outros nem tanto, o Blue entrou. Eu quase tive um treco, porque eu tava realmente bem perto do palco (pelo preço que eu paguei, era bom mesmo…), então dava pra ver tudo. TUDO.

Imagem

É muito amor, concordo!

O engraçado foi que, bom, acho que todas as cinco fãs do Blue que moram aqui estavam lá. E acho que só nós ficamos até o final do show. Foi bem engraçado, porque eles entraram, e a galera foi toda embora… ossos do ofício.

Eles cantaram várias musicas antiguinhas (inclusive You Make Me Wanna, pro meu delírio) e várias novinhas também. No final das contas, foi bem divertido, porque eu era a ÚNICA louca cantando, balançando os bracinhos, gritando e tal… se bobear, na platéia toda.

Saí do show, comprei o CD deles, voltei pra casa e no dia seguinte fui pra Alemanha. Daí sim as coisas começaram a ficar legais…

0

Zebruninha e seu mal gosto musical, parte 1

Já que old habits die hard, vamos como de costume: por partes.

Como eu já havia mencionado aqui, eu desde sempre tive um gosto meio duvidoso pra música. Nunca fui muito de dar bola pro que os outros pensavam (ou pensam) disso, então meu gosto foi piorando e piorando (ou melhorando e melhorando, depende do ponto de vista) com o passar dos anos.

Aparentemente, pra minha grande apreciação, “mal gosto musical” está na moda e as bandas que antes eram motivo para que eu:

  1. Passasse longas horas na internet discada a noite, pra baixar vídeos no VJ Scorpio e mp3 no Napster/AudioGalaxy/Kaaza (só os fortes entenderão);
  2. Gastasse fortunas em revistas estrangeiras;
  3. Aprendesse inglês (veja, não é só de inutilidade que a coisa toda tá trabalhada);
  4. Aprendesse a “programar” (bom, eu tinha um site…), entre outras coisas

 

Estão de volta à ativa. Semana passada teve show do Blue aqui em Moscou, tá rolando a tal da Big Reunion no UK agora, a1 lançou CD ano passado, Girls Aloud lançaram CD e vão fazer turnê, Boyzone tá vendendo mais que o One Direction (*orgulho*) e… teve turnê do Ronan na Europa esse ano.

Eu que não sou besta, tratei de comprar meus ingressos na primeira fila, no primeiro dia e me locomover até a Alemanha pra ver esse senhorzinho cantar. Muito provavelmente não faria isso se não fosse ele ou o Westlife, mas bom, fiz.

Fiquei morrendo de medo de acontecer alguma merda entre a compra do ingresso (que foi uns 6 meses antes) e o dia do show em sí, mas felizmente deu tudo certo e me juntei à horda de mid-aged ladies (sim, eu era uma das mais novas por lá) que estavam lá presente no dia do show. E foi sensacional.

0

Talk to me!

Zebruninha em Moscou: “Mas que saco esse pessoal daqui que não fala inglês, pqp!”

Zebruninha em Kiev, ao abrir um cardápio no restaurante, em ucraniano: “Graças a Deus que essa galera daqui pelo menos fala russo. Se não fosse isso, tava lascada!”

Coerência, nós não trabalhamos.

P.S: Ucraniano não é tão diferente assim do russo, dá pra entender mais ou menos o que tá escrito. Deu pra se virar nos trinta com as placas, cardápios, etc.

P.S 2: Por incrível que pareça (ou não tão incrível assim, talvez seja só efeito da Euro Copa do ano passado, e pela maior proximidade com a Europa de fato), tem mais gente lá que fala inglês do que aqui. Até as tias dos caixas dos pontos turisticos falavam alguma coisa quase entendível (for the record, aqui nem isso rola). As pessoas, na média, também eram mais simpáticas (mas não muuuito mais).

0

Happy New Year

2012 foi o ano em que:

  • eu descobri o significado da palavra inverno e da palavra desespero (no sentido mais abrangente possível);
  • eu vi o por do sol à meia noite, e vi o mesmo sol nascendo as 4 e meia da manhã;
  • eu fui pra Dublin e minha vida mudou;
  • eu entendi que falar russo não é tão simples e bacana quanto era nas aulas da Unicamp (embora tenha tido alguns progressos significativos…);
  • por outro lado, percebi que eu falava inglês bem melhor do que achava;
  • eu viajei pra lugares que nunca imaginaria conhecer;
  • eu consegui usar saia quando lá fora fazia -20 graus;
  • eu também fui na academia quando lá fora fazia -20 graus (e, surpreendentemente, não ia quando fazia 20 graus!);
  • eu percebi o quanto sinto falta da faculdade;
  • eu consegui um dos trabalhos mais legais que já tive até hoje 🙂
Dublin Castle says: "Hello, there!"

Dublin Castle says: “Hello, there!”

Se 2013 for tão legal quanto foi 2012, já tá de bom tamanho.

Por enquanto, a promessa é grande: Alemanha + Ronan em fevereiro, Escócia + País de Gales + Inglaterra + Irlanda (de novo, claro!) em outubro já vão fazer esse ser o melhor ano até agora!